<$BlogRSDUrl$>

quarta-feira, março 23, 2005

Férias... 

... boas.
Acabaram as sempre excessiva e desnecessariamente longas reuniões de "avaliação". Adeus aos mil e um problemas sociais, culturais, económicos, psicológicos, sociológicos e intelectuais. Até mais ver relatórios, justificações, actas, fichas, pautas, planos de apoio, registos e propostas para isto e para aquilo e para sei lá mais o quê. Até à vista exclusões por faltas e anulações de matrículas. Até um dia conversas laterais, anedotas de sala de aula, amuos, arrufos, discussões e indirectas a "colegas".
Como dizia hoje de manhã a I., sempre cáustica e certeira, não há hipótese de requerer umas aulas de apoio para os professores?
Boa Páscoa. Época de ressureição.

|

Estranha sensação 

Ainda a escolaridade obrigatória não foi de facto alargada até ao 12º ano e, após estes dias de reuniões de avaliação, já estou com a estranha sensação de que alguns professores já começaram a colocar em prática, nos 10º e 11º anos [nas turmas do 12º ainda não dei por nada], essa reforma que ainda permanece no segredo do polvo [e há que tempos eu não usava esta expressão...].
Talvez tenha sido só uma impressão.

|

segunda-feira, março 21, 2005

Emoção 

"[...] Talvez seja impressão minha, um problema de comunicação on-line, um qualquer equívoco que não precisa de ser esclarecido. Mas, lendo os seus textos, acabo quase que invariavelmente por lhe notar uma enorme distância afectiva quando se refere aos seus alunos [...]"
Miguel Pinto [Outro Olhar] em comentário ao meu post Ingenuidade ou estupidez pura?
Caro Miguel:
Andei uns dias a pensar se deveria ou não esclarecer o equívoco, que de resto reconhece não carecer de explicação. Não sei se serei esclarecedor. Dir-lhe-ei apenas que, do meu ponto de vista, um professor não tem como principal função ser "um amigo" dos seus alunos ou com eles se "envolver emocionalmente" [creio até que alguns equívocos da educação em Portugal, para não dizer alguns problemas, derivam das noções de "professor-amigo" ou "professor-confidente"]. Já tive esta discussão com muitos colegas e continuo a achar que tenho a obrigação de manter com os meus alunos uma relação cordial, baseada no respeio mútuo, mas que não me compete ser um amigo, um confidente ou, no limite, um pai. Quanto à "distância afectiva" de que fala, olhe, não sei que lhe diga. É capaz de ter alguma razão. Ou não... Talvez seja só uma impressão - ou, lá está, um equívoco - motivado pelo tom que geralmente adopto nos meus posts, nem sempre para serem levados demasiado a sério, ainda que as situações descritas sejam sempre reais. Por vezes, ou quase sempre, estes posts são apenas desabafos escritos "a quente" [querem ver que afinal anda por aqui emoção?...].
Cumprimentos e volte sempre.

|

Seven Deadly Sins 

[according to António Barreto, in Público]
Polémico, conciso e claro. Poderá não ter razão em tudo - não tem com certeza, nunca ninguém tem - mas parece-me certeiro em alguns dos pecados.

|

segunda-feira, março 14, 2005

Ingenuidade ou estupidez pura? 

"Só há duas coisas infinitas: o Universo e a estupidez humana. E, sobre o Universo, não tenho a certeza."
O autor da frase faz hoje anos: trata-se de Albert Einstein. Lembrei-me deste seu aforismo [se assim lhe posso chamar] a propósito de uma aluna minha. Quem por aqui passa já saberá que não sou exactamente adepto do "politicamente correcto", de "paninhos quentes" ou "falinhas mansas". Enfim, não me agradam os eufemismos que abundam no jargão da Educação.
A L., aluna do 11º ano, amante de desporto e da conversa [particularmente nas aulas], fez teste juntamente com a sua turma na passada semana e resolveu copiar dois grupos [todos os restantes estão completamente errados e ninguém disse tantos disparates como ela...]. O primeiro ainda passava - tratava-se de um exercício de preenchimento de espaços - não fosse a menina ter copiado pela melhor aluna da turma. O segundo levou-me às lágrimas de tanto rir: trata-se da composição. Então não é que a jovem achou por bem fazer uma transcrição literal de alguns parágrafos de um texto que foi pela turma trabalhado nas aulas?! O restante texto era da autoria deste modesto professor [retirado de apontamentos que forneci à turma]. Reagi com um misto de pasmo, indignação e riso. Pasmo por uma aluna do 11º ano achar que se podia safar com tão rasca exercício de copianço; indignação por a menina insultar a minha inteligência, achando que eu não daria pela canhestra fraude; riso, porque, enfim, só mesmo rindo...
Entretanto, e a frio, acho que deveria sentir-me orgulhoso: afinal a rapariga citou palavras minhas. Notoriamente, a L. tem-me uma tal consideração que cita parágrafos meus nas "suas" composições.
Segundo entretanto: a menina será apenas ingénua [para além de desonesta] ou é mesmo só mais uma prova que, de facto e como notou Albert Einstein, a estupidez humana é infinita?

|

segunda-feira, março 07, 2005

Mais de meio... 

... ano lectivo já lá vai, mas só eu é que pareço dar por isso. Uma boa parte dos meus "meninos e meninas" continua alegremente despreocupada perante o desastre que se avizinha. Ou não. Talvez em Junho a Irmã Lúcia - que Deus a tenha - lhes dê uma ajudinha extra. Enfim...
Esta é semana de testes e mais testes e das habituais reuniões de Departamento. Lá terei que ouvir a minha chefe - que, aliás e sem ponta de ironia, muito estimo - a ler o resumo das [geralmente] absurdas "recomendações e deliberações" do Conselho Pedagógico. Já sei que a reunião vai ferver. Ou pelo menos imagino. É que me chegaram aos ouvidos ecos de uma espantosa "decisão" do Conselho Pedagógico [melhor seria dizer da pessoa que preside ao Conselho Executivo]....
Que a Irmã Lúcia, lá no Céu, nos dê também uma ajudinha que bem precisados estamos.

Entretanto, boa sorte para aqueles que já estão a concurso.

|

sábado, março 05, 2005

She's the boss 

Há já quanto tempo!...
Maria de Lurdes Rodrigues, socióloga, é a nossa nova "patroa". Felicidades é o que lhe desejo. De certeza que não vai fazer pior do que aquela senhora cuja grande declaração política será sempre "não sei, não faço ideia...".

|

This page is powered by Blogger. Isn't yours?

Weblog Commenting and Trackback by HaloScan.com on-line